SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PIRACICABA

Artigo da Secretária Angela: Lendas, Cantos e Encantos de Piracicaba – 250 anos

9 de agosto de 2017 • Rafaela Gazetta

Lendas, Cantos e Encantos de Piracicaba – 250 anos

Ao chegar à praça José Bonifácio, em 01 de agosto do corrente ano, a movimentação indicava que algo diferente e muito alegre estava ocorrendo. Percebia-se, a meia distância, a colocação de varas de pesca em forma de tripés e muitas pessoas contentes conversando, sorrindo, se abraçando, em clima de muita descontração e comemoração.  Ao me aproximar do grupo pude constatar que a Rede Municipal de Educação de Piracicaba havia enfrentado e cumprido, com muita garra e dedicação, o desafio que lhe fora proposto: apresentar uma exposição em pequenas telas sobre lendas, cantos e encantos de Piracicaba em seus 250 anos.

As telas expressavam a superação de um desafio e muita ação e estudo envolvido, pois cada escola teve que decidir o seu tema, fosse uma lenda, um canto ou um encanto para, em sequência, retratar a cidade e em muitos casos o bairro, com opção de uma técnica de arte, no momento em que a cidade comemora seus 250 anos de fundação. A exposição estava maravilhosa, com telas belíssimas e com diferentes técnicas de arte, extremamente bem organizada, mesclando escolas de educação infantil e de ensino fundamental.

Na praça estavam, nas pequenas telas, os trabalhos desenvolvidos por 100 (cem) escolas municipais, coroando o primeiro semestre letivo do ano, em que, em todos os projetos pedagógicos a cidade de Piracicaba, desde sua fundação a dias atuais, foi amplamente discutida por todo o corpo social das escolas municipais. Comissão Coordenadora, Supervisoras, Diretoras (es), Coordenadoras (es), Professoras (es), alunos e servidores se envolveram nesse processo, assim como em muitos casos, também pais e comunidades. Colocando em prática de uma forma competente a necessária integração para uma educação de qualidade: escolas, famílias e apoio das comunidades.

Entre os temas escolhidos para comemorar a data, além dos encantos diretamente ligados ao Rio Piracicaba e seus peixes, como o Salto e o Véu da Noiva, as pontes, o elevador panorâmico, os bonecos do Elias, a Casa do Povoador, foram abordados: a  sapucaia; várias lendas e tradições, como  o Divino Espírito Santo; balonismo; a Ponte de Ferro de Ártemis e a antiga estação de trem do porto João Alfredo; releitura das casas da rua do porto; casarões como os do Bairro Monte Alegre; igrejas e capelas, como a catedral, capelas de Monte Alegre e Tupi;  a Estação da Paulista; o Engenho Central;  o antigo prédio do Matadouro Municipal; o Museu da Água; releitura de obras de artistas como Morelato e Almeida Júnior; o milho e a  “Pamonha de Piracicaba”; o Caipira, o “Nhô Quim” e o XV; a Viola; o Canavial e seus produtos; o “Bóia Fria”; o bairro da “minha escola”, entre outros.

Além de temas que abordaram a cidade como um todo, houve também uma diversidade e riqueza de técnicas utilizadas nas obras, como: desenhos em várias perspectivas; colagens de várias naturezas; mosaicos com diferentes materiais; pinturas de vários tipos, como pintura com giz de cera derretido, com nanquim e outros; grafismo; arte com linhas, fitas e pintura; costuras e bordados; esculturas em argila; confecção de livro coletivo com diferentes materiais; papel machê; papietagem; dobraduras; pontilhismo; texturas; massinha de biscuit; decapagem; desenhos com pirógrafos; entre outras.

Para que esse evento ocorresse com tanta qualidade e harmonia, o trabalho, estudo e dedicação foi fator determinante. Razão pela qual, como Secretária de Educação, cumprimento e apresento minha gratidão a todos os envolvidos, ou seja, a todos os servidores da rede municipal, tanto os ligados diretamente ao processo educacional como aos dos setores de apoio. Foi essa integração que se traduziu no sucesso da comemoração pelos 250 anos de nossa Piracicaba.

 

Angela M. C. Jorge Corrêa

Secretária Municipal de Educação

 

Piracicaba, 9 de agosto de 2017.

‹ voltar