SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PIRACICABA

SESMT encerra treinamento a profissionais para atuar em situações de emergência

29 de junho de 2016 • André Cruz

Diretores, coordenadores e professores recebem noções básicas sobre engasgo e parada cardíaca em crianças e adultos
Fotos: Bruna Antoniali

_SME0749_Custom

 

Com o objetivo de capacitar os profissionais da rede municipal de ensino de Piracicaba para atuarem de forma segura diante de uma situação de emergência, o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), da Prefeitura de Piracicaba, em parceria com a Faculdade Anhanguera, encerrou na terça-feira, 28/06, o treinamento prático aos profissionais de educação infantil e ensino fundamental em situações de engasgo e parada cardíaca.

Os treinamentos são realizados na Secretaria Municipal de Educação pela professora e enfermeira Eliana Paião Marinho, especialista em urgência e emergência pela Sociedade Brasileira Israelita Albert Eisntein que, de forma voluntária, se comprometeu a realizar a capacitação dos professores, junto aos enfermeiros do último ano do curso de enfermagem da Faculdade Anhanguera de Piracicaba.

“Damos aos professores, coordenadores e diretores, procedimentos do primeiro atendimento que deve ser feito caso a criança engasgue e evolua para uma parada cardiorrespiratória. Eles têm que atuar de maneira que não agrave ainda mais o estado da criança e tentar minimizar as sequelas que o engasgo e a parada deixam, até que a equipe de enfermagem chegue ao local”, explica Eliana.

Segundo o enfermeiro do SESMT e coordenador do projeto Éderson Silva, que atua na SME, desde novembro do ano passado, quando se iniciaram os treinamentos, até agora, 874 profissionais de 61 escolas da rede já foram contemplados. Para ele, a falta de conhecimento pode acarretar problemas como insegurança, pânico e manipulação incorreta da vítima.

 

Para Daniele Cristina Gomes da Silva Lali e Nathalia de Almeida Guimarães, respectivamente, diretora e professora da Escola Municipal Professora Rita de Cássia Paulucci Costa, o estado emocional influencia muito na hora de socorrer a criança. “Na hora que ocorrer uma situação dessa, não imaginamos qual será nossa reação, mas só de saber os procedimentos mínimos necessários e ter simulado na prática é de grande valia”, diz Nathália.

Para a capacitação dos profissionais e para garantir a segurança das crianças nas escolas são utilizados quatro manequins bebês para treinamento de RCP (Baby Anne) e quatro torsos adultos para reanimação cardiopulmonar, adquiridos pela SME com um investimento de R$ 5.369.

ee

Eliana Paião Marinho e Éderson Silva

el

 

_SME0772_Custom

_SME0800_Custom

_SME0777_Custom

Daniele Cristina Gomes da Silva Lali

_SME0807-2_Custom

Nathalia de Almeida Guimarães

_SME0828_Custom

_SME0726_Custom

 

‹ voltar