SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PIRACICABA

Semae, Sedema e Secretaria de Educação realizam curso de Educação Ambiental

9 de março de 2017 • André Cruz

O Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME) e Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) realizam a partir deste mês, o curso de Educação Ambiental denominado “Água na Bacia do Rio Piracicaba: Uso Sustentável, Qualidade de Vida e Saúde”. O objetivo é formar professores como agentes multiplicadores na área de educação ambiental, por meio de atualização e aprofundamento de conhecimentos baseados na abordagem voltada para água e bacias hidrográficas, relacionando qualidade de vida, saúde, meio ambiente, biodiversidade e sustentabilidade.

O curso conta com o apoio da Câmara Técnica de Educação Ambiental (CT-EA) dos Comitês PCJ, Grupo Multidisciplinar de Educação Ambiental de Piracicaba (GMEA), Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba (IPPLAP) e Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA/USP).

O primeiro encontro foi realizado hoje, 8 de março, às 13h30, no Auditório do Museu da Água do Semae, onde os professores receberam boas-vindas ao curso e foram recepcionados pelo presidente da autarquia José Rubens Françoso, pela secretária de Educação Angela Jorge Corrêa e pela bióloga da Sedema Elisabeth Nunes, representando o secretário de Meio Ambiente Francisco Rogério Vidal e Silva. Na ocasião, os participantes tiveram duas palestras: uma sobre “educação ambiental e políticas públicas” e outra com o tema “água e bacias hidrográficas: conceitos, valores e uso sustentável”.

Os professores participantes serão dos 4º e 5º anos do ensino fundamental da rede municipal de ensino, os quais participarão de uma série de atividades como palestras, práticas, experimentos, excursões técnicas/saídas à campo, oficinas e dinâmicas. O curso será subdividido em 10 encontros presenciais, a serem realizados no Museu da Água, e mais nove atividades práticas-pedagógicas que os professores devem realizar na escola e/ou comunidade, totalizando 70 horas de trabalho.

Foto: Fernanda Schmidt

_SME8963_Custom

A bióloga da Sedema Elisabeth Nunes, o presidente do Semae José Rubens Françoso e a secretária de Educação Angela  Corrêa

A secretária Angela, em seu discurso, enfatizou que o curso é uma adesão voluntária e os professores participantes tiveram a iniciativa que todo profissional deveria ter, a de estudar. “Continuar estudando demanda tempo, paciência e disposição. Parabenizo cada um de vocês pela força de vontade. Precisamos orientar as crianças para que elas provoquem mudanças importantes na sociedade”, disse.

O presidente do Semae José Rubens, reforçou o interesse da autarquia em acolher iniciativas que envolvem preservação do meio ambiente, em especial a água. “O Semae está sempre à disposição para discutir e apoiar cursos de educação ambiental. Podem contar conosco”, declarou.

Para Felipe Augusto Gasparotto, biólogo do SEMAE e um dos coordenadores do curso, “é de fundamental importância que o poder público municipal adote uma postura pró-ativa na preservação dos recursos hídricos, o que tem uma implicação direta na qualidade de vida e saúde da população, através da promoção de ações de educação ambiental que objetivem disseminar a conscientização de questões ambientais e a implantação de um modelo de desenvolvimento sustentável no município, nesse contexto, este curso é estratégico para atingir um público-alvo específico com potencial de multiplicar boas ações voltadas para a preservação e conservação da água e com a preocupação pelas futuras gerações”, afirmou.

_SME8954_Custom

‹ voltar