SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PIRACICABA

Prefeitura realiza cerimônia de inauguração e denominação da EM Prof. Almir de Souza Maia

15 de agosto de 2018 • André Cruz

 

A Prefeitura de Piracicaba realiza nesta sexta-feira (17), às 16h, a cerimônia de inauguração e denominação da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Professor Almir de Souza Maia, no Residencial Ipês.

A unidade começou a funcionar em fevereiro deste ano e é a 89ª escola de educação infantil do município. Atualmente, atende 146 crianças de quatro meses a cinco anos e 11 meses de idade, sendo 111 no período integral e 35 em período parcial.

Trabalham atualmente na escola 31 funcionários: 18 educadores (diretora, professores e auxiliares de ação educativa) e 13 profissionais de apoio (estagiários, merendeiras, auxiliar de limpeza e zelador).

A escola tem 991,5 metros quadrados de área construída e 4.050 metros quadrados de área total. São nove salas de aulas, sendo oito para creche e pré-escola e uma para multiuso. Dessas, seis salas de creches têm anexo sala de repouso, solário e fraldário. Além disso, essa ala conta com sanitários e lactário. A unidade escolar conta também com cozinha, despensa, rouparia, sanitários, secretaria, diretoria, sala de professores, almoxarifado, grande pátio interno coberto e amplo parque gramado com brinquedos.

A Emei integra o Programa Minha Casa Minha Vida e representa um investimento de R$ 2,45 milhões, recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR). A escola segue o padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, na modalidade “Proinfância” e integra a proposta do prefeito Barjas Negri de ampliar o número de escolas de educação básica e, assim, aumentar também o número de crianças atendidas.

Atualmente, as escolas da prefeitura atendem 18.879 crianças de 0 a 5 anos na Educação Infantil e 16.677 de 6 a 10 anos no Ensino Fundamental, num total de 35.556 crianças. Esses números aliados à constante qualificação dos educadores da rede municipal fizeram com que o município ocupasse neste ano, novamente, o primeiro lugar no ranking de educação do IDGM (Índice de Gestão Municipal) da consultoria Macroplan.
DENOMINAÇÃO –  Dar à escola o nome do professor Almir de Souza Maia foi uma iniciativa do vereador Pedro Cruz. O projeto foi aprovado na Câmara de vereadores em junho de 2016.  O agora patrono da escola nasceu em Pirapetinga, em Minas Gerais, no dia 15 de setembro de 1945. Graduou-se em odontologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Entre 1965 e 1978, atuou como funcionário do Governo de Minas Gerais, exercendo atividades na Secretaria de Estado da Agricultura e na Secretaria de Estado de Saúde. Em 1978, assumiu a função de diretor do Centro de Ciências Biológicas e Profissões da Saúde da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). Na universidade piracicabana, ocupou os cargos de vice-diretor e diretor-geral do Instituto Educacional Piracicabano da Igreja Metodista (IEP). Paralelamente, de 1979 a 1986, desempenhou a função de vice-reitor da Unimep. Em 1986, assumiu o cargo de reitor da Universidade, no qual permaneceu por 16 anos. Produziu centenas de trabalhos, artigos e textos e teve extensa participação em instituições educacionais e organizações do país e do exterior. Criou o Centro de Documentação e Pesquisa (CDP), em Piracicaba, que reúne extenso acervo documental e bibliográfico e oferece o material para trabalhos e pesquisas nas áreas educacionais e históricas. Ao longo de sua trajetória, Almir Maia recebeu várias homenagens. Dentre elas, em 1994, foi reconhecido pelo Legislativo Municipal como Cidadão Piracicabano. Em 2005, recebeu o troféu Raça Negra Zumbi dos Palmares, da AFROBRAS, por sua atuação na causa da inserção dos afrodescendentes na Universidade brasileira e colaboração com a fundação da Faculdade Zumbi dos Palmares. Em 2014, recebeu o prêmio Ken Yamada para Lideranças Notáveis, simbolizado na Chama da Excelência, da Associação Internacional de Escolas, Faculdades e Universidades Metodistas (IAMSCU). Esse prêmio foi entregue no mês de maio daquele ano, no contexto da Conferência Mundial da Educação Metodista, na Hiroshima Jogakuin University, em Hiroshima, Japão. Maia foi o primeiro latino-americano a ser distinguido por essa homenagem. Maia era casado com Susana Fernandes Ribeiro Maia, com quem teve quatro filhos – André, Samuel, Filipe e Tiago, além de noras e netos(as). Faleceu aos 69 anos, em Piracicaba, na manhã de 27 de maio de 2015.

Foto: Fernanda Schmidt

 

 

‹ voltar