SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PIRACICABA

Governo do Estado garante R$ 10 milhões para construção de duas escolas

4 de abril de 2018 • André Cruz

Fonte: CCS

O governador Geraldo Alckmin anunciou hoje, 03/04, em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, a liberação de recursos para a construção de escola de ensino fundamental e médio na região do Residencial Vida Nova, na região dos bairros Vale do Sol e Itaperu. O investimento na unidade, que terá 12 salas e vai gerar 1.260 vagas, é de R$ 7.977.545,00. No mesmo evento, que teve a participação do prefeito Barjas Negri, Alckmin também assinou convênio que libera recursos de R$ 2,7 milhões, por meio do programa Creche Escola, para a construção de uma escola infantil na mesma região, que atenderá 150 crianças de zero a 5 anos.

A proposta de projeto de lei pedindo os recursos liberados hoje pelo Estado para a creche, com repasse pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), foi enviada pela Prefeitura à Câmara de Vereadores há duas semanas. De acordo com o prefeito Barjas Negri, a creche vai atender as crianças que vão morar no Vida Nova, obra do programa Minha Casa, Minha Vida.

“Há uma grande expansão ocorrendo na região Norte da cidade, onde está localizado o Residencial Vida Nova, com 1,2 mil habitações. Outros condomínios estão surgindo e é preciso criar, também, novas vagas para as nossas crianças e jovens poderem ter uma educação de qualidade. A creche e a escola, anunciada hoje pelo governador, serão muito importantes para atender a essa faixa da população”, afirma Barjas Negri, que lembra que o convênio teve a articulação do deputado estadual Roberto Morais.

É uma iniciativa importante da Prefeitura junto ao governo do Estado, e que tem por objetivo acolher as crianças de 0 a 5 anos que vão mudar para essa região. Isso vai facilitar o acesso da criança à educação básica”, disse a secretária municipal de Educação, Angela Maria Cassavia Jorge Corrêa. “As construções vão atender aos pais que clamam por escola perto de casa, além de garantir o atendimento à obrigatoriedade escolar a partir dos quatro anos”, afirmou a secretária.

 

‹ voltar