SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PIRACICABA

Escola desenvolve projeto de leitura

5 de abril de 2018 • André Cruz
A EM Geraldo Bernardino, no Parque Piracicaba, readequou sala para incentivar os alunos à leitura. A reivindicação partiu dos alunos participantes do Conselho Mirim e das docentes da unidade. “Fomos discutindo o novo layout da sala, assim como sua organização e com a articulação com o Conselho Escolar a parte financeira foi resolvida”, disse a diretora da escola Andréia Bertolino. A readequação contou com participação da ONG Casa do Hip Hop, que grafitou o espaço. A ONG também participará de oficinas que serão realizadas com os alunos do 5º ano, durante o desenvolvimento do Projeto de Arte “Pequenos Artistas”. O início das atividades da ‘nova´ sala de leitura foi marcado com as crianças encenando a história "O bisavô e a dentadura" de Sylvia Orthof, demonstrando o quanto ler pode ser divertido. Em seguida, ocorreu a entrega das maletas da ciranda da leitura, na qual uma criança leva o livro escolhido para ler com a família e depois compartilha a história e seus registros com seus amigos da sala.  Além dessa atividade, também houve a leitura do painel de indicação, no qual os alunos maiores, após realizarem a leitura indicam o livro para os outros alunos descrevendo o que acharam de interessante no livro lido. “É espantoso percebermos a mudança do comportamento leitor dos alunos, quando o ambiente os "convida" para apreciar uma leitura. É com muita satisfação que finalmente, observamos nos olhares o "prazer" que a leitura proporciona”, disse a diretora. Na última semana de março, a EM também deu início à atividade coletiva "Geladeiroteca", que terá determinado gênero (um por quinzena), que será apresentado para as crianças, destacando autores renomados e os livros ficarão a disposição durante uma quinzena para que as crianças realizem a leitura no horário do intervalo. “É fantástico para nós quanto Equipe perceber toda essa trajetória e nossa maior recompensa é demonstrada na satisfação de cada aluno”, finalizou Andréia.
‹ voltar