SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PIRACICABA

Cápsula do tempo encerra comemorações dos 250 anos de Piracicaba

22 de dezembro de 2017 • André Cruz
Jornais, revistas e outros objetos foram colocados na cápsula, que só será aberta em 2067 Para encerrar as atividades comemorativas dos 250 anos de Piracicaba foi depositada no Engenho Central, próximo ao marco do aniversário, nesta quinta-feira (21), uma cápsula com diversos objetos que marcam a atualidade e que só será aberta quando a cidade completar 300 anos. Participaram da solenidade, o prefeito Barjas Negri, o vice-prefeito José Antonio de Godoy, a secretária municipal de Educação, Angela Jorge Corrêa, a secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, o presidente da Câmara de Vereadores, Matheus Erler, o juiz Marcos Douglas Balbino da Silva, diretor do Fórum de Piracicaba, demais autoridades e convidados. “A ideia da cápsula surgiu pela comissão (organizadora das atividades de 250 anos do município). Daqui 50 anos as pessoas que estiverem presentes vão poder ter um bom retrato do que era Piracicaba 50 anos atrás e fazer a comparação, fazer as críticas e as análises. E muitas pessoas que hoje são jovens têm uma grande oportunidade de chegar ao 3º centenário de Piracicaba, porque a expectativa de vida da população aumenta consideravelmente”, disse o prefeito. Na cápsula foram guardados documentos, revistas e jornais, livros e outros objetos que marcam a atualidade. Também foram depositadas fotos do prefeito, do vice, dos vereadores, além de documentos da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), o selo comemorativo dos 250 anos, cartas do prefeito e do presidente da Câmara endereçadas ao governo de 2067, peças de artesanato, trabalhos de escolares e outros objetos que remetem à história do município. "Essa cápsula  é mais um registro de como é nossa cidade hoje, dos avanços que conquistamos e das sementes que estamos plantando para garantir um futuro cada vez melhor para as novas gerações", disse a secretária de Educação Angela Jorge Corrêa.     Foto: Justino Lucente      
‹ voltar