SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PIRACICABA

Artigo. II JOGOS INTERNOS DAS ESCOLAS MUNICIPAIS de PIRACICABA

31 de julho de 2018 • André Cruz
    A competição é elemento fundamental do esporte, dá sentido à sua existência, nela a manifestação do esporte se realiza em sua plenitude, sendo que qualquer ação orientada para o ensino e aprendizagem do esporte não está desvinculada da necessidade de APRENDER A COMPETIR, pois “A competição em si não é boa ou má, ela é o que fazemos dela” (REVERDITO et al, 2008)”.

Momentos de aprendizagem e diversão foram o foco dos II Jogos internos das 46 Escolas Municipais de Ensino Fundamental de Piracicaba. Na semana de 21 a 25 de maio as Equipes Escolares tiveram um olhar especial para a área de Educação Física, envolvendo aproximadamente 16.700 estudantes, realizando ações que integraram atividades esportivas com conhecimentos específicos do currículo escolar e, em muitos casos, famílias e comunidades.

Atividades pedagógicas e formativas envolveram os professores de educação física, coordenadores, diretores e supervisores das Escolas, realizadas durante o “I Seminário de práticas de organização de eventos esportivos escolares”, no início do ano letivo. Equipes de três escolas apresentaram seus projetos exitosos de Jogos Esportivos do ano de 2017 e, a seguir, Grupos de Trabalho foram organizados com equipes de escolas com características físicas e número de alunos semelhantes, para troca de experiências e construções coletivas para o ano de 2018. Essa ação resultou na realização dos II Joguinhos Internos, com os objetivos de competir, cooperar e colaborar, com intencionalidade pedagógica de fortalecer diferentes aspectos do desenvolvimento da criança e potencializar as relações com as diferentes áreas do conhecimento.

Os Jogos Escolares foram pensados e executados como sendo DA Escola. A intenção foi trabalhar com a educabilidade do sujeito, integrado ao Projeto Pedagógico da unidade escolar, o que trouxe ramificações inter e/ou transdisciplinares, podendo se desenvolver integrados com diferentes disciplinas e conteúdos. Propôs situações que contemplassem os diferentes interesses e habilidades das crianças, resultando em triunfo, sentimento de capacidade e motivação para continuar a ser ativo para além dos muros da Escola.

Dentre as 46 Escolas de Ensino Fundamental destacamos um excelente trabalho cooperativo-competitivo-esportivo com iniciativas, por exemplo, de trabalhar os Jogos dos Povos Indígenas e todo o contexto da Copa do Mundo de Futebol, propostas de ações com outras áreas de conhecimento, como em Língua Portuguesa e Conhecimentos Gerais, tratando sempre dos valores que as equipes partilharam ao longo da semana, como solidariedade e empatia.

A participação de familiares se fez, em várias escolas, com brincadeiras populares ou com tarefas/pesquisas junto aos filhos em casa. Os jogos possibilitaram a inclusão das crianças com necessidades especiais e acesso de participação aos alunos da educação infantil, no caso das escolas que possuem ensino fundamental e educação infantil.

A participação dos professores polivalentes em modalidades esportivas foi um ponto forte em algumas escolas, como também a ampliação do repertório dos conteúdos da Cultura Corporal de Movimento. O Mascote dos Jogos Internos não poderia faltar, personagem motivador para muitas crianças durante as atividades, bem como por oportunizar momentos de Arte e Cultura.

A Secretaria Municipal de Educação agradece a dedicação, empenho e esforço dos Gestores, Professores e demais Profissionais das escolas por proporcionarem momentos tão importantes as nossas crianças. Muitos outros virão!

Priscila Lima Pedrassani e Angela M. C. Jorge Corrêa, 05 de julho de 2018

Jogos Escolares foram realizados de 21  a 25 de maio

‹ voltar